Notícias

CFQ e TikTok comemoram o Dia do Professor com dicas sobre a prova do Enem

No Dia do Professor (15 de outubro) quem ganhou presente foi aluno. Uma parceria entre o Conselho Federal de Química (CFQ) e a plataforma TikTok possibilitou que estudantes que se preparam para a prova de Ciências da Natureza do Exame Nacional de Ensino Médio (Enem) tivessem um bate papo descontraído sobre dicas de Química para a prova.

A conversa foi conduzida pelo professor Leandro Camacho, químico e conselheiro titular do Conselho Regional de Química da 5ª Região (CRQ V).

O professor Leandro deu dicas importantes sobre o Enem, que terá questões de Química no dia 28 de novembro, com possibilidade de 15 a 17 questões. “O Enem possui uma lógica e contextualizações”, revelou Leandro Camacho, que iniciou dizendo que o Exame deve tratar sobre os temas: atomística; estrutura da matéria; funções inorgânicas; ligações químicas e polaridade; soluções; estequiometria; termoquímica; eletroquímica; química orgânica; e reações orgânicas.

O educador ressaltou a importância de relembrar os estudos da Antiguidade, dos pensadores Leucipo (500 AC) e Demócrito (460 AC), que foram os primeiros a formular a ideia do menor limite das partículas, que denominaram de átomo.

Ele lembrou ainda de outro grande cientista, o inglês John Dalton, que propôs uma explicação para a propriedade da matéria. Trata-se da primeira teoria atômica que dá as bases para o modelo atômico conhecido atualmente.

Camacho aconselhou os estudantes a recordarem os conceitos do físico neozelandês Rutherford, que criou um modelo atômico baseado no sistema planetário, e que mais tarde foi aperfeiçoado pelo pesquisador Bohr. “Aí, nascem as camadas eletrônicas. As ligações químicas conectam um átomo a outro para se tornarem estáveis”, completou.

Outro assunto abordado foi com relação à geometria molecular. O professor salientou que existem cinco principais geometrias: linear, angular, trigonal planar, piramidal e tetraédrica. “Cada geometria possibilitará a definição da característica de uma molécula, se será polar ou apolar”.  Ele aproveitou a oportunidade para contextualizar a definição do momento de dipolo.

As principais funções orgânicas e inorgânicas também foram contempladas no bate papo. No caso das funções inorgânicas, ele ressaltou os ácidos (azedos e detentores do cátion hidrogênio em solução aquosa), das bases (adstringentes e detentoras do ânion hidroxila em solução aquosa), dos sais que não possuirão nem cátion hidrogênio e nem ânion hidroxila. 

“Todas essas definições fazem parte dos estudos de Arrehnius, um grande pesquisador que esclareceu a diferença entre dissociação e ionização”, disse o professor Camacho.

Em relação às funções orgânicas, ele explicou como reconhecemos, classificamos e nomeamos: hidrocarbonetos, cetonas, aldeídos, ácidos carboxílicos, aminas e amidas.

Sempre bem-humorado e em um tom que desperta o interesse, o mestre disse que o Enem vai cobrar conhecimentos sobre os quatro tipos de reações orgânicas: Adição, Substituição, Eliminação e Oxidação. 

“É um tema que merece atenção, pois todos os anos as reações orgânicas aparecem na prova de Ciências da Natureza do Enem. Outros dois assuntos que caem no Enem dizem respeito à eletroquímica: Pilhas/baterias e Eletrólise, continuou o professor Camacho, de forma empolgada.

A Eletroquímica mostra como existe a transformação de energia Química em elétrica (pilhas e baterias) e como ocorre o contrário: a transformação de energia elétrica em química (eletrólise).

Para fechar a live, o educador falou sobre a Química Orgânica e Inorgânica envolvida nos processos ambientais: Chuva ácida, Camada de Ozônio, Ciclos Biogeoquímicos. Lembrou, também, da importância dos hidrocarbonetos como combustíveis e a quantidade absurda de gás carbônico liberada pela queima desses combustíveis fósseis.

“É recorrente o Enem trazer temas que mencionam e contextualizam a emissão de gás carbônico ou gases causadores do aumento do efeito estufa e da depreciação da camada de ozônio. Atentem-se”, frisou o professor.

Encerrando, como última dica, Leandro Camacho aconselhou os alunos a fazerem uma programação. “Te concentra nos temas mais importantes e recorrentes agora nesses últimos dias. Monte um programa de estudos envolvendo estes temas, colocando no máximo dois por semana até o Enem. Assim tu revisas todos e não te estressas com tanta matéria, sacou?”