Notícias

Sustentabilidade e empreendedorismo: uma mistura que dá química

Comumente associado a processos industriais, o conhecimento dos químicos vem sendo empregado de modo crescente no desenvolvimento de soluções e produtos voltados à sustentabilidade ambiental. Empreendedores brasileiros engajados na tendência marcaram presença na edição deste ano da Ecomondo Brasil, maior evento dedicado à economia verde no país. Promovido entre 21 e 23 de maio na capital paulista, o encontro com um estande do Conselho Regional de Química da 4ª Região (CRQ IV) em parceria com o Conselho Federal de Química (CFQ).

Nilson Pickler é um dos empreendedores que aproveitou o evento no espaço São Paulo Expo para exibir o trabalho da sua empresa. Ele dirige uma companhia dedicada à produção de contenção para prevenção de vazamentos de materiais químicos e poluentes. No estande da Ambflex Sistemas de Contenção Ambiental, ele atendeu aos interessados em saber mais sobre a prevenção de acidentes e a preparação, o gerenciamento e o enfrentamento de emergências envolvendo produtos tóxicos e perigosos.

Fazendas, hospitais, instituições bancárias e uma grande variedade de empresas procuram os serviços de Pickler. A maior demanda, porém, vem da indústria química. O quadro de funcionários é formado por engenheiros químicos e civis, profissionais de segurança do trabalho, consultores ambientais e técnicos químicos.

Na visão de Pickler, ter um estande do Sistema CFQ/CRQ no mesmo evento reforça a imagem de segurança que a entidade transmite. “Trata-se de um conselho com importância fundamental para empresas como a minha”, avalia. “Eles prestam suporte e segurança para os profissionais atuarem no mercado, e as empresas, consequentemente, também ganham em segurança e qualidade”, completa.

Cuidado com a água

A Oxi Ambiental é uma empresa de consultoria ambiental especializada na etapa de descontaminação de água subterrânea. Atua principalmente com três matrizes: água, solo e o contaminante. Quem explica o procedimento do trabalho é Ricardo Gonçalves, diretor da empresa.

“O profissional observa as características físico-químicas da amostra e, a partir dela, desenvolve o reagente ideal para a descontaminação”, descreve Ricardo Gonçalves. “A Química é a base do nosso processo. Aliás, o nome da empresa, Oxi Ambiental, vem do processos oxidativos avançados que usamos no processo de descontaminação”, acrescenta.

A carteira de clientes da Oxi inclui indústrias químicas e automobilísticas, postos de combustíveis, empresas petrolíferas e outras cadeias industriais que lidam com produtos de alto risco para o meio ambiente. Para Gonçalves, a presença do CFQ na feira Ecomondo Brasil reforça a certeza de que é necessário primar pelo correto exercício da profissão. “Hoje, por exemplo, temos uma dificuldade de contratar engenheiros que estejam sob a inscrição do CREA (Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura)”, explica Gonçalves. “Consideramos que precisamos ter químicos responsáveis pelos casos, e ver o CFQ aqui nos dá a possibilidade de esclarecer questões assim”, finaliza.