Notícias

Química Solidária: no Espírito Santo, CRQ XXI participa da produção de álcool

Em uma ação integrada com objetivo de combater a pandemia de Covid-19 no Estado do Espírito Santo, o Instituto Federal do Espírito Santo (IFES), está produzindo álcool 70% para a higienização de superfícies e mitigação dos riscos de contágio pelo novo coronavírus.

A iniciativa, que produzirá em um primeiro momento mil litros de álcool que será destinado ao governo do Estado, fará a distribuição em hospitais públicos e unidades assistenciais, como lares de idosos. A produção de álcool gel faz parte da campanha Química Solidária do Sistema CFQ/CRQs e contou com participação ativa do Conselho Regional de Química da 21ª Região (CRQ XXI). Segundo o presidente do CRQ XXI, Alexandre Vaz Castro, coube ao Regional a intermediação das doações e o contato com as instituições de ensino para a produção.

“Conseguimos a doação desses mil litros de álcool hidratado por parte da usina de álcool Alcon, que fica em Conceição da Barra, no norte do Estado. Depois, fizemos contato com o conselheiro titular do CRQ e pró-reitor de Pesquisa e Pós-graduação do Instituto Federal do Espírito Santo, Andre Romero, que viabilizou o preparo, envase e rotulagem do álcool 70% no campus do IFES em Vila Velha”, relata Castro.

O presidente aponta ainda a atuação do conselheiro regional Helder Paixão, responsável por viabilizar o acondicionamento e transporte do álcool hidratado da usina até a IFES.

“Os profissionais de Química estão de parabéns. Esperamos que essa iniciativa prossiga, com atração de cada vez mais parceiros para que possamos ajudar mais pessoas”, complementa Vaz Castro.

 

A campanha Química Solidária

O objetivo da campanha Química Solidária do Sistema CFQ/CRQs é articular e divulgar em todo país iniciativas para a produção do álcool líquido e álcool gel com o apoio de instituições de ensino, empresas, associações e profissionais da área da Química.

Importante destacar ainda que as atividades de produção obedecem a diretrizes da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) firmados pela RDC 350/2020 e pela nota técnica que a seguiu, detalhando a autorização excepcional e temporária concedida no combate ao Covid-19.

Vale salientar ainda que as atividades da Química Solidária estão sendo desenvolvidas com o mínimo possível de profissionais, uma vez que a orientação do Ministério da Saúde – e outras autoridades – é para que as pessoas fiquem em casa para evitar a disseminação do novo coronavírus.

Também fazem parte da campanha ações para orientar a população e combater notícias falsas.