Notícias

Química Orgânica: um assunto que não deve passar em branco no Enem

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) continua neste domingo (10/11) e, desta vez, com a prova de Química. Nas últimas semanas, o Conselho Federal de Química (CFQ) entrevistou professores da área para falarem sobre a expectativa da prova e os assuntos que podem ser abordados nas questões. Segundo eles, Química Orgânica é um conteúdo que merece ser considerado na revisão dos estudos.

Desde que o Enem teve início, o professor Euclides Chacon realizou todas as provas como candidato. Ele tem observado que toda a parte de estequiometria tem caído bastante e que muitas vezes este conteúdo é cobrado junto com questões sobre quantidade de energia liberada, ou absorvida. Chacon também lembra que a termoquímica aparece com frequência, assim como a parte de eletroquímica. Já na Química Orgânica, ele ressalta a isomeria, tanto plana como espacial, e as principais reações orgânicas, que sempre aparecem no Enem. São elas: esterificação, transesterificação e saponificação.

Outro professor que realiza há dez anos as provas de Química do Enem é Ramon Albuquerque. Ele explica que ácidos carboxílicos, por exemplo, podem aparecer na prova de Ciências da Natureza como ácidos graxos, lipídios ou simplesmente gordura, suas nomenclaturas na Biologia. “O conteúdo tende a aparecer dentro do contexto do dia a dia dos alunos, por isso a Química Orgânica compõe quase 80% das questões”, frisa. O professor José Giovanni aconselha a revisão de provas dos exames anteriores. “A internet está cheia de provas das edições anteriores, todas com gabarito”, declarou.

Uma dica para manter o controle da prova, é começar sempre pelas questões mais fáceis e evitar os chutes. “O Enem é corrigido pela Teoria de Resposta ao Item. Neste caso, o candidato não pode errar questões fáceis. E toda vez que encontrar dificuldade numa determinada questão, é melhor pular para não ter problemas com a nota e com o tempo”, alerta Chacon. Segundo ele, a melhor forma de controlar o tempo é observando o fiscal, que a cada 30 minutos vai ao quadro avisar. Por hora, o candidato deve fazer entre 20 e 25 questões.