Notícias

Química no Estado do Rio de Janeiro: CRQ III passa a contar com Ouvidoria

O Conselho Regional de Química da 3ª Região (CRQ III – Rio de Janeiro) lançou, na última quarta-feira (17), a Ouvidoria da instituição. Para marcar a data e reforçar a ação, o regional promoveu uma live sobre “A importância da participação e controle social no Sistema CFQ/CRQs”.

O evento on-line teve como palestrante a ouvidora-geral substituta do CFQ, Aline Kath, e contou com a apresentação do vice-presidente do CRQ III, Harley Martins, e do ouvidor do regional, Caio Romero.

Martins destacou que a ferramenta é mais um canal de interação que está à disposição dos usuários.

“O profissional, as empresas e a sociedade terão esta forma de interagir com o Sistema, tendo a sua reclamação ou sugestão de melhoria cadastrada por um sistema automatizado, no qual as análises serão feitas com prazos e feedbacks definidos”.

Aline, por sua vez, falou sobre o funcionamento da Ouvidoria do CFQ, detalhando os princípios que regem o trabalho do setor. Ela trouxe à apresentação o contexto no qual surgiram as ouvidorias.

“A consciência de sociedade que se tem hoje trouxe um novo perfil de cidadão, que é mais exigente, conhecedor dos seus direitos e motivado a participar ativamente. Por consequência, isso levou a administração pública a estabelecer uma gestão participativa, para permitir aos cidadãos essa interação”, destacou.

Aline acrescentou que as ouvidorias contribuem para o controle social, sendo verdadeiros canais de comunicação que auxiliam no processo de democratização das políticas públicas.

Romero, em fala, mostrou aos participantes da live como vai funcionar o canal da ouvidoria do CRQ-III e as funcionalidades disponíveis para os usuários. Ele esclareceu que o Conselho adere à rede nacional de ouvidorias, um trabalho em conjunto com a Controladoria Geral da União (CGU), e que traz mais segurança em relação à Lei Geral de Proteção de Dados e à Lei de Acesso à Informação, além de otimizar as demandas do Regional.

A importância da interação com a sociedade por meio de manifestações como as denúncias que auxiliam o Sistema CFQ/CRQs na proteção da população, foi lembrada por Aline e Martins.

A ouvidora-geral substituta ainda completou: “São inúmeras as ações do Sistema CFQ/CRQs iniciadas a partir das manifestações recebidas pelas Ouvidorias, por isso a importância deste canal de interação com a sociedade.”

Para finalizar, o vice-presidente do CRQ-III destacou que a ferramenta é mais uma forma de gestão e de melhoria do serviço prestado. “O órgão, quando presta um serviço para a sociedade, este cliente é o povo. Então, se não temos um canal de comunicação eficaz para ouvir o nosso cliente que é a sociedade e, mais especificamente, o profissional da Química, podemos perder a oportunidade de enxergar e melhorar”.

Para saber mais sobre o lançamento da ouvidoria do CRQ-III, assista a transmissão em: youtube.com/crq3rj