Notícias

Primeira reunião presencial do Copresi desde 2020 é realizada em São Paulo

Em sua primeira reunião presencial desde 2020, o Colégio de Presidentes (Copresi) promove encontro em São Paulo nesta quinta-feira e sexta-feira (9 e 10 de dezembro). Embora tenha o caráter de encontro presencial, a reunião do Copresi foi realizada de forma híbrida – representantes de alguns CRQs optaram por interagir remotamente.

Para a abertura da reunião, realizada na sede do Conselho Regional de Química da 4ª Região (CRQ IV – São Paulo), o presidente do Conselho Federal de Química (CFQ), José de Ribamar Oliveira Filho, fez uso da palavra. 

O presidente do CFQ destacou conquistas importantes do Sistema CFQ/CRQs obtidas recentemente, como a retirada da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 108/2019 que, se aprovada, ameaçava a viabilidade do funcionamento dos conselhos profissionais. Ele apontou essa realização como resultado de um processo continuado de consolidação da área de Relações Institucionais e Governamentais do CFQ e do Sistema como um todo.

O presidente destacou o incremento na visibilidade do Sistema CFQ/CRQs por parte da sociedade, por obra das iniciativas de comunicação social e o auxílio oferecido aos próprios CRQs e a iniciativas de apoio, fomento e divulgação da Química – como o Programa Nacional Olimpíadas da Química, cuja premiação ocorreu na semana passada e contou com a participação de quase 400 mil estudantes de todo o país.

Oliveira Filho afirma que o caráter colegiado que emana do Copresi não é um ponto isolado dentro da gestão. Ao contrário, a ideia de que as decisões e as realizações são coletivas está dentro do espírito que ele julga importante para o crescimento do Sistema CFQ/CRQs.

“Hoje, eu não digo ‘eu fiz’. Eu digo que ‘nós fizemos”, afirmou.

 A reunião do Copresi, que tem como coordenador o presidente do Conselho Regional de Química da 21ª Região (CRQ XXI – Espírito Santo), Alexandre Vaz Castro, tratou de temas variados – além, claro, do caráter celebratório pelo arrefecimento da pandemia.

“A reunião contou com a presença quase majoritária dos presidentes. Eles vieram com seus procuradores jurídicos e um dos temas mais importantes foi a LGPD, sobre como implantar e vencer esse novo desafio diante da complexidade do Sistema CFQ/CRQs. Outro ponto que abordamos foi uma avaliação geral do ponto de vista jurídico da representatividade dos técnicos. O CGTEC, que integro, fez uma apresentação muito esclarecedora. Por fim, foi discutida a RN 297/21, que trata das anuidades para o próximo exercício. O presidente do CFQ, José de Ribamar, participou ativamente da reunião. Isso deu mais respaldo às decisões tomadas pelo colegiado”, contou Vaz Castro.

Presidente do CFQ assina convênio com CRQ XIV

Em outro momento do encontro em São Paulo, Oliveira Filho assinou um convênio com o Conselho Regional de Química da 14ª Região (CRQ XIV – Amazonas, Acre, Rondônia e Roraima), representado pelo presidente Gilson da Costa Mascarenhas.

Pelo convênio, voltado à qualificação da fiscalização nos Estados da Região Norte, o CFQ repassou ao CRQ XIV valores para a aquisição de seis veículos que servirão aos fiscais que atuam nos quatro Estados. O CRQ XIV é o que possui a maior extensão territorial sob sua jurisdição no país. O montante a ser repassado é de cerca de R$ 741 mil.