Notícias

Olimpíada Brasileira do Ensino Superior de Química tem inscrições abertas

Alunos de cursos superiores ligados à Química, que desejam participar da Olimpíada Brasileira de Ensino Superior de Química (Obesq), já podem pleitear a inscrição. As inscrições dos alunos devem ser feitas pelas coordenações dos cursos de ensino superior até o dia 19 de setembro, sendo permitida a inscrição de, no máximo, dez estudantes por curso. Para participar é necessário preencher o formulário eletrônico de inscrição, disponível no site da Obesq: http://www.obesq.org. 

Podem aderir os acadêmicos dos seguintes cursos de bacharelado: Química; Biotecnologia; Engenharia Agroindustrial/Agroquímica; Engenharia Bioquímica; Engenharia de Materiais; Engenharia Química; Farmácia; Licenciatura em Ciências com Habilitação em Química; Licenciatura em Ciências e Matemática com habilitação em Química; Licenciatura em Química; Química Ambiental; Química de Alimentos; Química Forense; Química Industrial; Química Medicinal; Química Tecnológica; e Tecnologia de Processos Químicos.

São objetivos da Obesq incentivar os estudantes dos cursos contemplados a se engajarem em Programas de Pós-Graduação na área de Química; promover, através das Olimpíadas de Química, a cooperação entre professores, profissionais e estudantes das instituições de ensino superior brasileiras; estimular o ensino, a pesquisa e a extensão na área da Química; e contribuir para a formação de profissionais na área de Química. 

A Olimpíada é composta por duas etapas. Na primeira, é realizada a seletiva estadual, já na segunda, são promovidas provas em nível nacional, com duas fases (Fase II e Fase III). A Fase II corresponde a uma prova com questões objetivas e é eliminatória, somente os aprovados podem seguir.  Ao chegar na Fase III, o aluno tem pela frente uma prova com questões analítico-expositivas, em nível nacional. A prova da Fase II será realizada no dia 03 de outubro e a da Fase III, no dia 17 de outubro de 2021. 

Nilce Viana Gramosa, que é um dos coordenadores da Obesq, lembra que a experiência de uma olimpíada na vida do estudante é algo que pode ser marcante. “Geralmente quem já participou de alguma olimpíada sente a necessidade de buscar ultrapassar seus limites e vencer desafios. Além disso, é muito gratificante participar da premiação em que são agraciados com medalhas e menção honrosa pelo seu esforço e dedicação, com a participação e envolvimento de seus familiares nesse momento único”.

Nesta edição, serão premiados os estudantes mais destacados, dispostos nas categorias de classificação geral e classificações nas modalidades Química Orgânica, Química Analítica, Físico-Química e Química Inorgânica. Os estudantes com maior destaque na classificação geral receberão medalhas de ouro (1º e 2º lugar), medalhas de prata (3º ao 6º lugar) e medalhas de bronze (7º ao 12º lugar). Os estudantes mais destacados em cada modalidade (Química Orgânica, Química Analítica, Físico-Química e Química Inorgânica) receberão medalhas de ouro (1º lugar), prata (2º lugar) e bronze (3º lugar). Os aprovados sem medalhas, na classificação geral, com escores a partir de 50 (cinquenta) pontos receberão certificado de menção honrosa.

Confira o edital em: http://www.obesq.org/public/site/public/arquivos/162628287360ef1b794ba90_edital-iii-obesq-2021-publicado.pdf