Notícias

Nota de Falecimento: ex-presidente do CRQ VI, Célio Augusto Gomes de Souza

É com imenso pesar que o Conselho Federal de Química (CFQ) comunica o falecimento de Célio Augusto Gomes de Souza, ex-presidente do Conselho Regional de Química da 6ª Região (CRQ VI), ocorrido na manhã desta quinta-feira (11/03) por complicações decorrentes da Covid-19.

Célio Augusto é um personagem de relevo no âmbito da Química no Estado do Pará e na Região Amazônica. Graduado com Licenciatura Plena em Química (UFPA) e Engenharia Química (UFPA), e mestrado e doutorado em Engenharia Química (Unicamp), o ex-presidente do CRQ VI teve seu trabalho reconhecido no Sistema CFQ/CRQs e deixou sua marca indelével no ensino de Química do país, tendo colaborado na formação de centenas de profissionais do segmento.

Bastante abalada, a atual presidente do CRQ VI, Cristiane Maria Leal Costa, lamentou o ocorrido. O ex-presidente era mais que um colega: era um amigo.

“O que falar de um grande amigo e profissional, como o ex-presidente do CRQ VI Prof. Dr. Célio Augusto Gomes de Souza, ‘Celião’ como muitos o chamavam, que nos deixa de forma não inesperada? Só posso deixar registrado os muitos exemplos de amizade, ética, profissionalismo, comprometimento e sua grande contribuição para a área da química na região amazônica. E desejar neste momento dor que Deus na sua infinita misericórdia o receba em seu reino celestial e derrame suas bênçãos e conforte o coração de todos, em especial da sua esposa e de filhos que eram a sua fortaleza. Vá em paz meu grande amigo do coração. Você foi um grande guerreiro e um homem do bem”, afirmou.

Presidente do CFQ destaca posicionamento firme de Célio Augusto

O passamento do ex-presidente Célio Augusto consterna o Sistema CFQ/CRQs. Conhecido pela alegria e disposição para trabalhar em favor da Química, ele já é uma ausência a ser sentida no convívio de colegas e amigos. O presidente do CFQ, José de Ribamar Oliveira Filho, verbaliza esse sentimento de vazio deixado pela inesperada partida.

“O presidente Célio era uma pessoa extremamente criteriosa e justa. Uma pessoa de posicionamento firme e de palavra, sempre em defesa daquilo que considerava certo. Um perfil raro, muito importante para o Sistema CFQ/CRQs e de grande contribuição para a Química”, assinalou, consternado, o presidente Oliveira Filho.