Notícias

Live do CFQ no TikTok traz últimas dicas antes da prova de Química no Enem

Com um jeito bem descontraído e interativo, na noite do dia 25, sob o comando do professor Adrian Tobio, foi realizada a última live antes da aplicação da prova de Ciências da Natureza (Química) do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A aula, transmitida pelo perfil do Conselho Federal de Química no TikTok, teve como tema “Por dentro das leis ponderais e estequiometria”.

O professor Adrian Tobio é formado em Química pela Universidade Católica de Brasília (UCB), e começou a noite falando sobre a famosa Lei de Lavoisier, também chamada de Lei de Conservação da Massa ou, ainda, de Lei de Conservação da Matéria. Essa Lei é muito conhecida com a célebre frase: “Na natureza, nada se perde, nada se cria, tudo se transforma.”

Outro tópico abordado pelo professor foi sobre a Lei de Proust ou a Lei das Proporções Definidas. Segundo o mestre, essas definições são importantes nas questões de Química do Enem.

Outra dica dada por Tobio é a de que os alunos devem resolver provas do Enem de anos anteriores. “Não fique apreensivo com a prova. Você também terá outras oportunidades”, aconselhou. 

Com um público de mais de 1.300 pessoas on-line no TikTok, o professor comentou: “vou falar sobre um assunto delicado, um bicho de sete cabeças.” Tobio desvendou a polêmica sobre o mol, uma unidade de medida utilizada para expressar massa, volume, número de átomos ou moléculas de diferentes matérias microscópicas, muito utilizada na Química.

Para ele, a questão ambiental deve voltar à tona no Enem. “Em 2020, pegou leve [Enem], mas foi um ano bem atípico”, registrou. 

“O conhecimento químico é a ferramenta fundamental para o enfrentamento das dificuldades encontradas no meio profissional, como nas áreas da saúde e engenharias. Devemos ter a Química como aliada, não se trata de um bicho de sete cabeças.”

De acordo com o professor, a interpretação é requisito essencial para um desempenho assertivo. “O que pega mesmo é a interpretação de texto, saber o que a prova está pedindo”, encerrou.

CFQ no TikTok

Em um ano de perfil, o CFQ já contabiliza 4,5 milhões de acessos na plataforma de entretenimento, onde oferece vídeos didáticos que exploram o fascinante mundo da Química. “Ensinar é arte, é dedicação e requer muita vontade. Educar começa na base, todos nós passamos, um dia, por um professor de Química, e muitos de nós descobriram, ainda nos anos iniciais, uma paixão. A Química tem o dom de encantar, e com tantas possibilidades, ser o primeiro órgão federal nesta plataforma foi, certamente, uma aposta certeira”, comemorou o presidente do CFQ, José de Ribamar Oliveira Filho.