Notícias

Entenda o Assunto – Remediação de Solo

O solo pode ser afetado por diversos tipos de contaminação e a fonte do dano pode estar ligada a agrotóxicos, metais pesados e uma série de outros fatores. Entre as causas mais frequentes de contaminação estão os combustíveis; depósitos de resíduos sólidos urbanos; disposição de esgoto e resíduos radioativos; vazamentos de petróleo e derivados e os rejeitos de atividades mineradoras. A explicação é do químico Flávio Bragante, especialista em remediação de solo. Ele diz que, diagnosticada a contaminação, uma equipe atua na remediação ambiental. “A intenção é reduzir os teores de contaminantes a níveis seguros e compatíveis com a proteção à saúde humana”. O processo utilizado para a remediação pode impedir ou dificultar a disseminação de substâncias nocivas ao ambiente.

Existem várias técnicas de remediação de solo. O processo é complexo e pode ser demorado, explica o especialista. “A remediação de solos contaminados provavelmente representa um dos maiores desafios na área ambiental, não apenas em função da usual complexidade das matrizes de solo, mas principalmente em razão da dinâmica dos poluentes nos ambientes contaminados”, diz Bragante.

O trabalho de remediação geralmente é feito por uma equipe multidisciplinar, composta por químicos, geólogos e engenheiros ambientais. Mas o cidadão também pode fazer a sua parte frente à prevenção, fazendo o descarte adequado de resíduos e materiais que representam riscos ao meio ambiente.