Notícias

Entenda o assunto: Gerenciamento de Resíduos

A produção de resíduos é algo que faz parte da vida de todas as pessoas que habitam o planeta. Aquilo que chamamos comumente de lixo aumenta em grandes quantidades ano após ano. A Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe) fez esse levantamento em 2017 e chegou a um número preocupante: cada brasileiro produz, em média, 387 quilos de lixo por ano, o que corresponde a um total de mais de 80 mil toneladas, anualmente.

A fim de evitar a contaminação do meio ambiente, a disseminação de doenças e minimizar os impactos ambientais, existem normas que regulamentam a destinação final adequada de resíduos, além de procedimentos químicos para tratá-los. É aí que entra o profissional da Química.

Flávio Bragante é químico e trabalha em uma empresa que tem como mote a destinação de resíduos industriais. Também conhecido como gerenciamento de resíduos, o trabalho consiste em várias etapas: vai desde estudar o local onde é gerado o detrito até definir se é perigoso ou não. Daí vem a definição da destinação do lixo e a explicação de outras questões que serão necessárias para se concretizar o processo. “O que é preciso para dar tal destino ao resíduo? Quais os documentos necessários, como entrar em contato com o órgão ambiental, qual a destinação final deve ser dada? Nós explicamos tudo isso para o cliente”, descreve Bragante.

Existem diversas formas possíveis de tratamento de resíduos a fim de torná-los menos agressivos para a disposição final. Segundo o químico, o público que procura a empresa tem dúvidas, principalmente, sobre reciclagem e reaproveitamento de material. “Hoje as pessoas estão muito mais engajadas com o ambiental. O que ainda dificulta é a questão do custo: entre comprar um papel reciclado e um de matéria-prima virgem, o reciclado é mais caro. Então os custos ainda acabam pesando muito”, declarou. Bragante pondera que isso está mudando à medida que as pessoas buscam por soluções menos agressivas ao meio ambiente. “Separar o lixo dentro de casa, por exemplo, é um progresso incrível e está ao alcance de todos. É uma forma de fazer gerenciamento de resíduo na sua casa”, finaliza.