Notícias

Encontro de Comunicação: curso sobre Instagram fecha o ciclo de treinamentos

Colaboradores aprenderam a utilizar as funcionalidades da plataforma que mais cresce no Brasil

No último dia da Semana do Aprendizado 2020, profissionais dos Conselhos Regionais de Química (CRQs) e Conselho Federal de Química (CFQ) participaram do último treinamento de comunicação. A chefe da Assessoria de Comunicação do Conselho Federal de Química (CFQ), a jornalista Jordana Saldanha, falou sobre as funcionalidades do Instagram, a rede social que mais cresce no Brasil. Mais de 40 pessoas acompanharam o curso virtual, nesta sexta-feira (18).

Um dos primeiros assuntos abordados foi a forma de gerar conteúdo de qualidade. “A produção de conteúdo é muito mais sobre contar histórias para quem quer ouvi-las, ou seja, é para gerar conexão entre público e empresa/marca”, destacou. Por isso, é importante conhecer os públicos e sua persona.

Segundo Jordana, um ponto chave para a otimização de perfis no Instagram, e em outras redes sociais, é o planejamento, onde são definidos o visual, as cores, os objetivos, o público-alvo e a persona daquele perfil. “Precisamos fazer uma reflexão inicial. Quem é você (pessoa, empresa ou instituição) nessa rede? Como ela fala? Como ela age? Qual seu tom de voz”? Ela explica que a persona é aquilo que você decide mostrar naquele espaço. “É importante não confundir as coisas. Quando falamos em personagem, estamos nos referindo ao fato de que, em qualquer rede social, você mostra apenas uma parte do seu todo. Mas o conteúdo precisa ser autêntico”, esclareceu Jordana.

Outro ponto destacado durante o treinamento foi a visibilidade. “O Instagram é uma rede muito visual. A imagem é a primeira coisa que o usuário vê, que ele tem contato. Ele não tem acesso ao texto da postagem, é preciso impactá-lo com o visual primeiro, para que ele se interesse pelo restante do conteúdo”.

Otimização do perfil

Com foco em otimização das redes sociais, Jordana apresentou alguns pontos importantes sobre o perfil, o cartão de visitas da marca/pessoa na rede. “Use uma foto adequada, defina e use palavras-chave, não escreva em texto corrido, o formato em tópicos é mais adequado, use links para levar o seu público até o seu site, blog e até mesmo ao seu WhatsApp”, indicou a jornalista.

Conteúdo e objetivo

Uma das grandes dificuldades para o gerenciamento de redes sociais é a assertividade no conteúdo. Sobre isso, Jordana lembrou que não existe fórmula mágica. “Busque insights novos. Você não precisa falar apenas do seu nicho de mercado. Você pode usar ideias de outras áreas e ajustar para o seu público, para o seu objetivo. Por isso, entenda qual é a linguagem do seu público. Você precisa estar em sintonia para conectar e engajar seus seguidores”.

Integração

O assessor de comunicação do Conselho Regional de Química da 3ª Região (CRQ III), Floriano Rodrigues, comentou a importância desse encontro, durante a Semana do Aprendizado, com os demais CRQs e o CFQ. “Essa semana foi muito interessante, aprendemos muito. Acho isso muito legal, essa interação, aproximação entre os CRQs. Nós podemos nos ajudar, somar forças”, disse. O jornalista destacou também a atuação do CFQ nas redes. “É um grande incentivo para todos nós”.

O gerente executivo do CFQ, Renato Melo, lembrou do processo recente de comunicação no Conselho. “Há pouco tempo, as pessoas não sabiam que o CFQ existia, não sabiam o que somos, essa era a realidade”, recordou. Segundo ele, o processo começou do zero. “Começamos com o site, as políticas de comunicação, as redes sociais. Hoje, já recebemos demandas de grandes veículos de comunicação, temos parceria com a Unesco e outros órgãos técnicos. Isso não surge assim do zero, as pessoas começam a ver o protagonismo do Conselho”.

Tecnologia da Informação e Comunicação em pauta

No último dia da Semana do Aprendizado, os profissionais também discutiram e trocaram experiências sobre a priorização de projetos na área de Tecnologia da Informação (TI).  O treinamento foi dado pelo gerente de TI do CFQ, Cristiano Lucas, que recapitulou o que aconteceu nos dois anos de implantação do Plano Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação, o PDTIC. O plano descreve de forma tática como uma organização, no que se refere à TI, pode realizar a transição a partir de um plano de metas e ações.

O painel se baseou na troca de experiências sobre projetos executados e em execução, práticas e projetos nacionais priorizados para o próximo ano. Os 36 participantes puderam fazer uma avaliação da atual execução do plano e ajudaram a definir as prioridades para 2021 por meio de uma ferramenta colaborativa. “O objetivo foi fazer uma revisão do PDTIC no Sistema CFQ/CRQs, percorrer os projetos anteriormente colocados e saber o que é prioridade para o próximo ano”, explica Cristiano.

Para o auxiliar administrativo de Informática do CRQ IX, Cleiton Kist, a unicidade é fundamental para que o trabalho neste campo avance e atinja os objetivos. “A adesão dos regionais no sistema finalístico é muito importante. Independente dos problemas, é o primeiro passo para caminhar rumo à evolução do sistema como um todo”, afirmou.

No período da tarde, os participantes conheceram detalhes do portal de informações, uma ferramenta utilizada para consolidar informações dos Conselhos Regionais. O endereço eletrônico terá a capacidade de recepcionar as informações e disponibilizar para a sociedade os dados que são públicos e para o público interno, informações relativas ao Sistema.

O gerente de TI do CFQ destaca a centralidade do assunto e a intenção de avançar sempre mais. “Na Semana do Aprendizado foi dado destaque a ferramentas de tecnologia para que o CFQ possa evoluir na disponibilização de serviços digitais para a sociedade. Esta preocupação pode ser vista pela quantidade de temas relacionados à tecnologia que tivemos esta semana”. Ele valia que o treinamento teve um saldo muito positivo. “Tivemos oportunidade de escutar a todos, saber o que pensam e como estão caminhando em cada regional. Foi fundamental a participação dos regionais para que saibamos a situação atual, potencialidades e soluções, pontos de melhoria e acordar um caminho, que em TI, tudo está relacionados ao PDTIC”, finaliza.