Notícias

Encontro da Amazônia premia os melhores trabalhos científicos

Um dos momentos mais aguardados do 16º EPQA foi o anúncio dos trabalhos acadêmicos que mais se destacaram em suas pesquisas e resultados em prol do desenvolvimento sustentável. Foram selecionadas as três melhores apresentações, premiadas com certificados. No total, foram inscritos 119 trabalhos na categoria “pôster” e 15 na categoria “apresentação oral”.

Um dos vencedores na categoria “pôster” foi o trabalho Tratamento Físico-Químico por Coagulação-Floculação de Efluente Líquido Proveniente da Indústria de Gelatina”, dos estudantes Rafael Félix Ribeiro da Costa com apoio da professora Samira Maria Leão de Carvalho, todos da Universidade Federal do Pará (UFPA). “O grande mérito desse projeto, é que ele foi desenvolvido dentro da indústria. Ele é fruto da tese de TCC do Rafael, que fazia um estágio supervisionado em uma fábrica de gelatinas, no Tocantins, onde teve a oportunidade de conhecer os processos e criar sua tese”, explica Samira. Os funcionários da fábrica estavam com um problema no tratamento de um dos efluentes e com seu conhecimento, Rafael conseguiu desenvolver a solução.

Na categoria “apresentação oral”, um dos trabalhos vencedores foi “Proposição de novos Potenciais Inibidores da Enzima Gapdh de Leishmania Mexicana por meio de Técnicas de Modelagem Molecular”. Ele foi produzido pelos estudantes Ana Paula Lima da Costa e Fabio Alberto Molfetta. “Foi um trabalho bem complexo, de muitos testes e manipulações para se chegar a um resultado satisfatório. Nosso próximo objetivo é transformá-lo em artigo científico”, explicou a aluna.

Ana Paula Lima

Quem também comemorou o prêmio foi o estudante Rafael Alves do Nascimento. Com os colegas Raylime Louise Avares Costa, Walber José Pereira Costa, Lênio José Guerreiro de Faria e a professora Cristiane Leal Costa, eles mostraram a caracterização físico-química e morfológica de bacaba em pó, produzida com maltodextrina. “O foco do nosso projeto foi a obtenção da polpa em pó, viabilizando uma tentativa de  avançar no mercado da bacaba, que é muito regional, para outras localidades e, quem sabe, todo o país”, disse Rafael. A bacaba é uma palmeira nativa da Amazônia, similar ao açaí e muito consumida na região.

Rafael Nascimento

Veja a relação final de vencedores: Relacao_Vencedores_EPQA