Notícias

Diante da Ômicron, CFQ alerta que os hábitos de higiene pessoal e de ambientes devem continuar, mas com atenção redobrada

Diante do cenário da Ômicron, a mais recente e contagiosa cepa do Coronavírus, especialistas alertam de que os hábitos de higiene pessoal e limpeza de ambientes e objetos seguem sendo um dos principais fatores que inibem a propagação do vírus, além, é claro, do uso de máscaras.

Por essa razão, O Conselho Federal de Química (CFQ) reforça a manutenção da higienização constante, bem como destaca a importância da atenção aos rótulos dos produtos de limpeza a serem utilizados, principalmente para verificar a composição química e evitar acidentes com manuseio inadequado e misturas perigosas.

“Nesses dois anos de pandemia, a população aprendeu a ter mais cuidado com a higiene das mãos, lavando com sabonete e usando álcool em gel, além de utilizar produtos que eliminam germes e bactérias no ambiente e objetos, como os saneantes e sanitizantes”, relembra Wagner Contrera, conselheiro do CFQ.

O uso de saneantes e sanitizantes ajuda a manter a presença dos microrganismos no ambiente sob controle, combatendo o risco de contaminação cruzada e evitando a transmissão de doenças.  Mas o cuidado com o manuseio desses produtos químicos é fundamental para a segurança de todos.

“É importante dizer que nunca se deve misturar produtos químicos sem conhecimento. A água sanitária, por exemplo, deve ser diluída com água, mas ela não pode ser misturada com alguns tipos de agentes, como álcool, detergente ou desinfetante, pois pode ser perigoso para a saúde”, explica o conselheiro.

A solução de água sanitária diluída ajuda na prevenção contra a  Covid-19 e demais doenças e pode ser usada também na desinfecção de superfícies como mesas, cadeiras, maçanetas, pisos, banheiros, solas de calçados, embalagens e etc. Para orientar a população e combater a desinformação, o CFQ lançou, em 2020, uma cartilha com 21 perguntas e respostas sobre como usar a água sanitária no combate ao vírus. Acesse em http://cfq.org.br/noticia/perguntas-e-respostas-agua-sanitaria-2/

Já em 2021, o CFQ trouxe a cartilha “O que aprendemos com a pandemia?”. O material veio com a proposta de orientar a população sobre medidas eficazes de prevenção, como lavar sempre as mãos com água e sabonete, escolher corretamente o álcool em gel, saber utilizar a água sanitária para desinfecção de objetos e superfícies, e manter o distanciamento social. O material ainda reúne informações sobre os novos hábitos que foram incorporados no cotidiano das pessoas, como desinfetar calçados, superfícies, aparelhos celulares, embalagens e alimentos. Acesse em http://cfq.org.br/noticia/cfq-lanca-cartilha-o-que-aprendemos-com-a-pandemia/

Wagner Contrera reafirma que “apesar da vacinação já estar avançada, a rotina de higiene, a utilização de máscara e o distanciamento social seguro continuam sendo as melhores armas contra a pandemia da Covid-19”.