Notícias

Conselho Regional de Química da Bahia participa de Encontro com estudantes de Química e Física

O Conselho Regional de Química 7ª Região participou durante quatro dias do III Encontro de Química e Física, em Itapetinga (BA). Os visitantes tiveram suas dúvidas esclarecidas sobre a relação do profissional da Química com o Conselho e sobre os rumos da profissão.  O evento interdisciplinar acontece anualmente e visa aproximar a comunidade científica de temas relevantes da ciência para a Bahia e para o país. O tema deste ano foi a “Ciência e Tecnologia para o Desenvolvimento do Brasil”.

O encontro é uma iniciativa dos Colegiados e Diretórios Acadêmicos dos Cursos de Química e Física da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB) e contou com a presença de estudantes do ensino básico e superior. Os participantes escolheram entre várias atividades específicas para cada área, visitas técnicas a indústrias, oficinas e minicursos, planetário e telescópio, além de conversar com profissionais, professores das áreas e empresas relacionadas a cada segmento.

Aluno do 7º semestre do curso de Química, Mateus Porto, passou pelo espaço do CRQ VII no evento e destacou a importância de ver a instituição presente em ocasiões como esta. “Essa aproximação possibilita o esclarecimento de dúvidas e a divulgação dos nossos direitos e deveres dos profissionais de Química”, destacou.

Levar o Conselho para regiões mais afastadas da capital é um dos desafios da diretoria do CRQ VII. O Conselheiro Djalma Jorge de Santana Nunes disse que “foi uma oportunidade ímpar para a comunidade científica da Bahia participar das rodas de conversa com os docentes da área e com os alunos, principalmente aqueles próximos da graduação”, ressaltou.

Para a Coordenação dos cursos de Química Bacharelado e Licenciatura da UESB  é fundamental a aproximação dos Conselhos Regionais de Química das instituições de ensino, principalmente as mais distantes das capitais.  “É importante descentralizar o trabalho e levar informações aos acadêmicos que estão longe dos grandes centros urbanos para que eles vivenciem a realidade da profissão e os desafios que terão que enfrentar”, disse o Coordenador Danilo Junqueira Leão.