Notícias

Como o corpo humano reage ao frio

Já reparou a forma como seu corpo reage quando está fazendo frio? Os pelos se arrepiam, o corpo treme, as extremidades (geralmente mãos e pés) ficam frias. Mas quando o frio é extremo, as reações podem ter consequências mais graves. Os primeiros sintomas são os espasmos musculares, as dificuldades motoras e a mudança de cor nas extremidades, que ficam cinzentas ou arroxeadas. As atividades químicas no cérebro também são prejudicadas e normalmente a vítima do frio sente confusão mental.

A ciência explica que todas estas reações são pura Química. A sensação de frio está associada a processos endotérmicos. Todas as reações químicas e bioquímicas liberam ou absorvem energia do ambiente de alguma forma. Os processos que liberam calor são denominados exotérmicos e nos transmitem sensação de aquecimento. É o caso, por exemplo, das combustões. Já nos processos endotérmicos, o calor do ambiente é absorvido e isso pode ser percebido pelo nosso corpo.

A temperatura normal do corpo humano é na faixa de 36,5ºC. A elevação ou redução dessa temperatura pode ter efeitos danosos ao organismo, que apresenta mecanismos que tentam evitar esse problema. No frio, o corpo reage de modo a evitar a hipotermia, que é uma queda da temperatura para abaixo de 35ºC. Todas as reações químicas que permitem que o metabolismo e as funções do corpo funcionem adequadamente dentro das células dependem da manutenção da temperatura do corpo em 35ºC. Se a temperatura cai, elas simplesmente param de acontecer.

Curiosidade

Por que urinamos mais no frio?

No calor ou quando praticamos atividades físicas intensas, eliminamos o suor, garantindo a nossa perda de calor. Nos dias frios, isso não acontece com tanta intensidade. Como a água não está sendo eliminada por meio do suor, eliminamos mais essa substância pela urina.