Notícias

CFQ no TikTok: inovação e comunicação para alcançar novos públicos

Conselho é a primeira autarquia federal a ingressar na plataforma

O Conselho Federal de Química (CFQ) é a primeira autarquia federal a ingressar no TikTok, plataforma que tem ganhado cada vez mais adeptos e lançou diversas tendências virais nos últimos meses. Cumprindo o papel de valorização e promoção da Química como vetor de desenvolvimento para o Brasil, o CFQ produzirá conteúdos para informar e engajar diversos públicos: estudantes, profissionais, professores, sociedade, entre outros.

Para começar, o perfil do CFQ no TikTok vai lançar alguns desafios, típicos dentro dessa rede social. O primeiro deles tem como público principal os estudantes de Química, uma vez que o CFQ já vem desenvolvendo ações em parceria com o Programa Nacional Olimpíadas de Química.

De acordo com o presidente do CFQ, José de Ribamar Oliveira Filho, ao lançar o perfil na plataforma, o Conselho quer incentivar cada vez mais os jovens no caminho da Química e chamar a atenção para a Olimpíada Brasileira de Química.

“Nós, do Conselho Federal de Química, órgão criado para zelar pela ética e pelas boas práticas na nossa área, vamos continuar mostrando aos estudantes e à sociedade a ciência que amamos. A Química está presente em absolutamente tudo que nos cerca. Os elementos químicos são a base de tudo que existe como matéria visível e invisível, do que conhecemos e até do que desconhecemos”.

O presidente reforça que, desde 2019, o Conselho tem apoiado as Olimpíadas, que despertam o interesse das crianças e dos jovens pela Química, revelando talentos que serão professores, pesquisadores e profissionais da Química no Brasil.

Desafios

As ações do CFQ no TikTok começam com um Quiz com diversos temas que promete engajar até quem não é da área. O desafio é responder o máximo de perguntas em um minuto. Outro desafio será feito com a música “Um elemento e seus prótons” criada para chamar os estudantes para as Olimpíadas de Química. O objetivo é convidar estudantes, profissionais, professores e público em geral para que eles façam a dublagem desse conteúdo exclusivo.

Já os desafios Eu nunca/Eu já e “Lá em casa tinha uma tabela” devem arrancar boas risadas e trazer elementos do cotidiano do estudante e do público em geral.

A chefe da Assessoria de Comunicação do CFQ, Jordana Saldanha, explica que as ações do Conselho no TikTok são estratégicas, uma vez que a plataforma possui uma série de ferramentas para serem exploradas “e uma possibilidade enorme de distribuição de conteúdo”.

“Para esse momento, contamos com o apoio da equipe do TikTok Brasil e descobrimos um potencial gigantesco na área educacional. O CFQ, com certeza, vai explorar a plataforma para promover e valorizar a Química e seus profissionais”. Para isso, o TikTok fará um treinamento exclusivo para os Conselhos Regionais de Química durante a Semana do Aprendizado 2020.

Criatividade

Segundo o diretor de Políticas Públicas do TikTok Brasil, Ricardo Tavares, a missão da plataforma é inspirar criatividade e trazer alegria. Confira, a seguir, entrevista, na qual ele fala sobre as possibilidades que a rede oferece para instituições públicas.

 

CFQ – Como o TikTok avalia a entrada de instituições públicas na plataforma?

Ricardo Tavares – O TikTok é uma plataforma inclusiva que engloba criadores, instituições e parceiros de todas as esferas da vida. Também recebemos organizações voltadas para a implementação de políticas públicas, governamentais e não governamentais. Somos um aplicativo para experiências criativas e divertidas e engajamos vários públicos. Acreditamos que a comunicação sobre políticas públicas pode ser criativa e divertida. O TikTok é uma plataforma extraordinária para isso, pois usa o poder do vídeo curto.

 

CFQ – O Conselho Federal de Química é a primeira autarquia de Brasília a entrar na plataforma?

Ricardo – O Conselho é a primeira autarquia do Distrito Federal a entrar na plataforma pelo que temos conhecimento. Mas muitas agências brasileiras governamentais e quase governamentais já fazem parte do TikTok, bem como outras dezenas de ONGs voltadas para vários aspectos de políticas públicas. O TikTok se tornou a plataforma preferida de expressão entre o público que usa o telefone celular hoje.

CFQ – O TikTok é uma plataforma com público bastante diverso. Como as instituições públicas podem crescer e engajar no TikTok?

Ricardo – O TikTok é um chamado à criatividade, à imaginação. Os perfis de todos os tipos na plataforma crescem pela criatividade. Não existe um foco tão grande em número de seguidores, mas em criatividade. No TikTok, o sucesso depende da qualidade dos vídeos. Instituições públicas têm crescido rapidamente na plataforma ao entender este processo de criação e posicionamento de conteúdos. Temos grande interesse em desenvolver conteúdos voltados para o bem-estar social e existe uma grande demanda por educação. Podemos sempre ajudar com orientações e treinamento.

 

CFQ – Como quebrar as barreiras do humor e ganhar espaço com conteúdos educativos?

Ricardo – Abuse da criatividade. Quando possível invista em ‘tendências’ populares, tentando casar o tipo de conteúdo que você produz com o que está em alta no aplicativo. Diríamos que não é necessário quebrar a barreira do humor, mas juntar-se a ela, sempre respeitando o interesse e o perfil do seu usuário.

CFQ – Qual a estratégia do TikTok no Brasil para a área da educação considerando a diversidade do público brasileiro?

Ricardo – O TikTok tem um ecossistema diversificado de conteúdos – há algo para todas e todos. Há uma diversidade incrível de conteúdo, desde humor, esportes e #FaçaVocêMesmo até momentos da vida real e conteúdo educacional. O TikTok investe atualmente no projeto #AprendaNoTikTok, que é uma das hashtags mais populares do aplicativo com bilhões de visualizações. O projeto incentiva a criação de conteúdos sobre vários temas voltados ao aprendizado e ao conceito de faça você mesmo como educação, ciência, motivação, saúde, bem-estar, economia, culinária e moda. #LearnonTikTok, na hashtag em inglês, oferece conteúdos úteis que os usuários podem usar em suas vidas diárias.

CFQ – Quantos usuários a plataforma tem hoje no Brasil?

Ricardo – Como uma empresa privada, não compartilhamos ou confirmamos as estatísticas de usuários. No entanto, estou muito feliz em compartilhar que, desde o lançamento no Brasil, o TikTok obteve uma resposta impressionante. Todos os dias, brasileiros de todas as esferas da vida se juntam ao TikTok, tendo experiências divertidas e positivas. Esperamos fortalecer nossa presença local e promover a criatividade da comunidade brasileira. De acordo com a Sensor Tower, o TikTok foi o aplicativo mais baixado no Brasil este ano.