Notícias

A importância do químico na produção de bebidas

Já parou para pensar que as bebidas industrializadas que você consome passam por um processo químico que exigem um trabalho minucioso e complexo? Seja um refrigerante ou uma bebida alcoólica, toda indústria precisa ter um químico como responsável técnico pelo processo de produção.

É o que explica o gerente de fiscalizações do Conselho Regional de Química da 4ª Região (CRQ IV), com sede em São Paulo, Wagner Contrera Lopes. “O profissional de Química atua desde a avaliação das matérias-primas, passando pela condução do processo industrial até o controle de qualidade final do produto”, explica.

O trabalho do químico neste campo vai depender do tipo de processo produtivo. No caso dos refrigerantes, por exemplo, tudo começa com o tratamento químico da água, já que ela não pode ser usada in natura, da maneira como é consumida normalmente. Depois, o açúcar é transformado em xarope e recebe adição dos demais ingredientes. É o controle físico-químico dos ingredientes que define se está tudo certo para as próximas etapas do processo: a gaseificação e envase.

Já no caso de um vinho, após a extração do suco da uva é feita a fermentação que transforma o açúcar em álcool. Durante todo o processo é necessário um controle rigoroso das variáveis físicas do processo de fermentação. É o profissional da Química quem faz tudo isso e ainda garante que a bebida tenha o teor alcoólico ideal, atendendoaos padrões de qualidade.

No caso das bebidas destiladas, além do controle de matéria-prima, o químico também é responsável pelas variáveis como concentração, temperatura, pressão e vazão durante o processo de destilação.

Lopes ressalta o papel do Sistema CFQ/CRQ no que tange à segurança deste tipo de produto. Se o consumidor tiver alguma dúvida sobre a procedência de uma bebida, é possível entrar em contato com os Conselhos Regionais de Química e consultar se a empresa tem registro e profissional da Química como responsável técnico. “Para ter certeza da procedência do produto, é fundamental que a empresa tenha registro junto aos CRQs. Esta é a garantia de que o produto passou pelo aval do profissional de Química e que não é nocivo à saúde”, finaliza.

Curiosidade

Você sabia que a qualidade da cachaça é definida com base no ponto de ebulição de cada componente da fórmula?

O processo se inicia com a fermentação da cana, quando o açúcar vira álcool. Durante esse processo, muitas substâncias são formadas, e a destilação vai separá-las. Se a destilação não for bem executada, os componentes indesejados que deveriam ser eliminados durante a destilação vão dar aquela dor de cabeça

 

Acesse as redes sociais do CFQ:

twitter.com/cfquimica

facebook.com/cfquimica/

instagram.com/cfquimica/

youtube.com/cfquimica

linkedin.com/company/cfquimica

soundcloud.com/cfquimica