Notícias

A área energética é tema do Projeto Inspiração

O Conselho Regional de Química da 4ª Região (CRQ IV) promoveu, na última terça-feira (22) à noite, mais uma live do Projeto Inspiração, uma série de apresentações direcionadas a despertar o interesse dos estudantes da área Química para os diversos segmentos de atuação.

A missão dos convidados para participar do Projeto é inspirar e despertar os jovens para o mundo da Química, seja ao contar trajetória na carreira, os cursos complementares, expectativas de crescimento, diferencial que o profissional precisa possuir, setores de atuação industrial e por aí vai. Em resumo, é sobre mostrar o potencial dessa área e, quem sabe, encontrar novos entusiastas. 

O tema desta edição foi sobre energia. Para abordar o assunto, o CRQ IV trouxe três profissionais com ampla expertise na área: Fabio Rubens Soares,  engenheiro químico pela Escola Superior de Química Oswaldo Cruz, pesquisador do grupo de Pesquisa em Bioenergia no Instituto de Energia e Ambiente da USP e especialista da Associação Brasileira de Recuperação Energética; José Carlos Silvestre Filho, bacharel em Química e com MBA em Meio Ambiente e Sustentabilidade pela Universidade Federal de Sorocaba, em São Paulo; e Maurício Cardoso Alves, tecnólogo em Gestão Ambiental e Ocupacional, técnico em Química, Especialista em Energia Petróleo e Gás.

“Comecei [faculdade de Química], em 2007, aos 26 anos e me deparei com que eu ia fazer da minha vida”, disse Carlos Silvestre, ao iniciar o seu depoimento. 

O profissional, hoje bem estabelecido e empregado, relatou que logo nos primeiros seis meses de faculdade já conseguiu um estágio numa empresa que produzia aromas e fragrâncias. “Ao longo da minha vida sempre fui regido por muita energia. As coisas foram acontecendo, mas com muita determinação”, comentou Carlos Silvestre.

Mas, o pulo do gato do jovem Carlos aconteceu quando conseguiu um estágio em uma multinacional mexicana na área ambiental. Ele contou que na primeira entrevista não foi chamado, porém tempos depois, a empresa o chamou para uma segunda entrevista. “Não desistam”, aconselha o químico. 

Carlos Silvestre fez questão de relatar que foram os professores seus grandes mentores, os anjos, como ele declarou. Mas, a ânsia do jovem formado era grande. Para se aperfeiçoar ainda mais foi aprimorar o idioma inglês na Austrália, em 2010.  

Ao retornar, começou a procurar emprego de uma forma tradicional, entregando currículo em possíveis oportunidades. Por um amigo ficou sabendo de um posto, que uma empresa mexicana necessitava de um profissional para a área ambiental. 

Desde 2014, ele atua na gestão ambiental numa empresa líder de mercado na geração de biomassa. “A energia renovável possui uma gama de oportunidades”, declarou ao finalizar seu depoimento. 

O tecnólogo em Gestão Ambiental e técnico em Química, Maurício Cardoso Alves, contou motivo que o fez escolher a área de energia. “A minha história na Química foi um pouco controvérsia em relação a uma convicção concreta sobre a profissão”, começou a relatar o técnico em Química

Foi uma oportunidade de estágio numa distribuidora de combustível que despertou o recém-formado para o setor energético.

“Para mim foi fenomenal, minha base, minha escola. Fui efetivado em 2002, mas o destino me surpreendeu mais uma vez com uma dispensa em massa, e acabei tendo acesso aos polímeros de engenharia, um outro nível de conhecimento a buscar”, comentou Maurício. 

Em novo desafio fabril, o profissional era responsável pelo processo de qualidade no tingimento dos grãos de polímeros para vários tipos de aplicações. 

Passado esse período, ele foi convidado a retornar para a área de petróleo e gás, onde se encontra desde 2008. “Voltei para a área que eu gosto. Tive a oportunidade de conhecer os grandes gurus, com acesso irrestrito a várias áreas do conhecimento petroquímico. É um mundo extremamente cheio de descobertas e construções de relacionamento”, completou Maurício Alves.

Ele contou que no Centro-Oeste, no estado do Mato Grosso, conseguiu implementar um projeto na área de biocombustíveis. O aprendizado não cessa, segundo o especialista. “Acabei de concluir uma formação executiva em gestão estratégica de carbono. Temos que ter uma ânsia por curiosidade. Eu tive um grande mentor, o doutor Vicente de Paula Cerqueira, que me permitiu acesso ao conhecimento”, confessou.

O mais experiente entre os convidados foi o último a dar o seu relato. ‘Eu aprendo muito até hoje. A Química, naturalmente, já é uma ciência inspiradora desde a antiguidade e faz parte da nossa vida”, disse Fabio Rubens Soares, que atua há mais de 30 anos na indústria Química e petroquímica, com experiência internacional e passagens por várias grandes empresas. 

“Aos 10 anos, minha mãe me deu um brinquedo chamado Laboratório Químico. Surgiu, a partir daí a primeira inspiração e devoção pela Química”, comentou. 

Enquanto estava no colegial, Fábio foi atraído por um curso de extensão em técnico em Química. Terminando o ensino profissionalizante técnico, ele foi fazer vestibular e a intenção era fazer Química. Mas, por influência da mãe escolheu a Engenharia Química, e no terceiro ano da faculdade, em 1976, foi procurar trabalho e experiência numa empresa farmoquímica. Ficou nela por um ano. 

“Consegui depois um emprego numa empresa de borracha”, completou. Nesta unidade fabril, Fábio ficou por 25 anos, responsável pelo controle de qualidade do negro de fumo, matéria-prima para a fabricação da borracha.

“Ganhei muito mais do que sacrifiquei minha vida. Fiz MBA, e outros projetos. Fui caminhando pela Química em vários setores e acabei na gestão do Meio Ambiente.

Fábio ainda deu aulas na Fundação Armando Alvares Penteado, em São Paulo, e no Senac. Recentemente, criou sua própria empresa na área de bioenergia.

“Para quem está começando nada é fácil, aparecem barreiras e é preciso ser persistente. A Química oferece muitas oportunidades. Tenham persistência e vontade de fazer e compartilhar porque vocês vão inspirar outras pessoas também. Esse é meu lema, aprender e compartilhar”, finalizou Fabio Soares.

As lives deste projeto estão sendo realizadas todas as últimas terças-feiras de cada mês pelo canal Youtube do CRQ IV. Assista à live completa em https://www.youtube.com/watch?v=avLfiHvTvvg