Discurso do Presidente do CFQ na Abertura do 58º CBQ
São Luís do Maranhão (MA)
 

Discurso do presidente do CFQ, professor José de Ribamar Oliveira Filho, na abertura do 58º Congresso Brasileiro de Química, em 6 de novembro de 2018, em São Luis do Maranhão (MA)

Bom dia a todas e a todos os presentes neste plenário. É um orgulho imenso participar da abertura deste 58º Congresso Brasileiro de Química aqui na minha querida São Luis, cidade fundada pelos Franceses, que, em 1997, recebeu da Unesco o merecido título de Patrimônio Cultural da Humanidade.

Aqui tenho grandes amigos, tenho minha família e tenho enorme gratidão à Augusta Universidade Federal do Maranhão, em especial ao departamento de química, que há mais de 40 anos me acolheu como docente.

Falar da UFMA traz-me também a obrigação de agradecer aos ilustres professores doutores Edmar Pereira Marques, Hildo Antônio Silva e Auro Atshushi Tanaka. Foram estes e amigos que, por meio de comissão instituída pela UFMA, autorizaram minha redução de jornada como professor do Departamento de Química para viabilizar minha atuação como Presidente do Conselho Federal de Química a partir de abril deste ano de 2018. Atividade que hoje muito me desafia e me traz enorme satisfação, pois defender os interesses da sociedade e zelar pelo bem da Química é uma tarefa árdua, mas extremamente prazerosa para mim, que amo o que faço.

Aqui neste grandioso evento promovido pela ABQ, pautar debates e apontar rumos para a química, para os químicos e para o conjunto da sociedade brasileira é uma missão de todos nós que lidamos cotidianamente com a Química. E este evento, tradicional em nosso meio, traduz isso muito bem não só nesta 58ª edição, mas também nas anteriores.

Como presidente do Conselho Federal de Química, não poderia deixar de registrar e agradecer a presença de grandes amigos e colegas que estão juntos comigo na trajetória de construir um Sistema CFQ/CRQs de excelência. Dessa forma, na pessoa do nosso anfitrião do Sistema, presidente do CRQ da 11ª Região, meu amigo Cabral. Agradeço também aos demais presidentes dos CRQs, Conselheiros Federais e Estaduais, que aqui estão prestigiando o 58º Congresso Brasileiro de Química.

Quero destacar que tenho pautado a condução colegiada do CFQ sempre nas boas práticas de gestão, na inovação e na integração de todos os entes do sistema CFQ. Minha atuação é e sempre será a do diálogo e do consenso, seguindo estritamente os ditames legais e atuando com absoluta transparência.

Por oportuno, quero também registrar minhas congratulações à Associação Brasileira de Química pela realização deste Congresso.

Interpretar os rumos que o mundo e o Brasil estão tomando, propor reflexões e reunir pessoas, iguais e diferentes, para um debate abalizado é caminhar na construção de uma sociedade mais esclarecida sobre as atribuições do químico e o papel da Química como estratégia de nação.

A promoção deste evento é um ato de coragem e ousadia. O tipo de desafio que apenas um evento do porte do Congresso Brasileiro de Química poderia tomar para si. Por isso, em nome da sua relevância e capacidade de inovação, que o Conselho Federal de Química, mais uma vez, se associa ao Congresso. Este evento congrega ideias em que acreditamos, entre elas a de que a Química tem papel decisivo para o bem-estar de qualquer sociedade moderna. A Química está em tudo.

SOCIEDADE E QUALIDADE DE VIDA foi o tema escolhido para este 58º Congresso Brasileiro de Química. Escolha acertada e feliz. São dois enfoques que representam o que há de mais importante na atividade dos profissionais da química e das empresas do setor. Precisamos, cada vez mais, integrar nosso conhecimento ao interesse da sociedade e, em última análise, produzir qualidade de vida.

Não há dúvidas de que a química tem trabalhado no sentido correto. Nos mais variados ramos, o conhecimento técnico acumulado pelos químicos brasileiros produziu melhorias inestimáveis à vida de todos nós.

Temos a plena consciência de que, em todas as áreas, a Química é decisiva para o desenvolvimento do Brasil.

Por natureza, somos inquietos, curiosos, investigativos. Construímos a evolução no dia-a-dia, buscamos sempre caminhar um passo à frente em relação às necessidades que os brasileiros terão em um futuro próximo.

Um dos debates mais acalorados da atualidade está relacionado ao impacto ambiental das atividades humanas. O respeito ao meio-ambiente, com o necessário olhar precavido sobre o aquecimento global, é uma pauta corrente na sociedade brasileira e no mundo também. Temos que trazer à luz os debates entre leigos e químicos especialistas que discutem o meio ambiente e o desenvolvimento sustentável e equilibrado da sociedade no mundo todo.

As atividades da indústria química, por exemplo, são foco recorrente dessa análise crítica. E é natural que assim seja: o impacto, grosso modo, é proporcional ao poder transformador da atividade. Tenho certeza de que o Congresso Brasileiro de Química, cujo tema é QUÍMICA: SOCIEDADE E QUALIDADE DE VIDA, vai abordar as questões ambientais com transparência e sabedoria.

O Conselho Federal de Química tem uma visão bem clara do papel dos químicos na sustentabilidade. Poucas atividades profissionais são tão criativas e comprometidas com o bem comum quanto a dos químicos. Cada problema sério exige uma solução à altura. Mas temos confiança de que os profissionais químicos brasileiros são plenamente capazes de construir o bem-estar que o nosso povo merece.

Aos profissionais da química, gostaria de dedicar mais do que a confiança em sua já reconhecida capacidade. Quero fazer-lhes um convite para que estejam mais próximos do sistema formado pelo Conselho Federal de Química e seus 21 Conselhos Regionais.

Somos um sistema plural, aberto a todas as vertentes de pensamento e interessado em conduzir um diálogo produtivo com o universo da química e a sociedade em geral.

Pessoalmente, assumi este ano o compromisso de conduzir o Sistema CFQ/CRQ na perspectiva de que a nossa representação espelhe cada vez mais o poder inovador da nossa atividade. Trabalho com todo o meu empenho para fazer uma gestão que reforce a integração da nossa classe e do nosso sistema. Para isso, quero todos próximos, atuantes, vigilantes, críticos, fiscalizadores. Mas também participativos, sugestivos e comprometidos com o Sistema CFQ/CRQ. A soma de nossa capacidade tem de ser o resultado de nossos esforços. E a integração do nosso Sistema pavimentará o caminho para que a Química tenha sempre o espaço que merece em nossa sociedade.

Para encerrar, gostaria ainda de fazer um convite aos participantes desse Congresso que vieram dos mais distantes pontos do país. Aproveitem nossa cidade! São Luis possui belezas naturais incontáveis e um povo alegre e acolhedor. Não deixem de, nas horas vagas, conhecer as maravilhas da capital do nosso Estado do Maranhão!

Bom trabalho e um ótimo Congresso a todas e a todos! Muito obrigado.

 

Setor de Autarquia Sul - SAUS - Quadra 05 - Bloco I - CEP: 70070-050 - Brasília - DF
Tels: (0xx61) 3224-0202 / 3224-5316 / 3224-0493 - FAX: (0xx61) 3224-3277